Você está aqui: Entrada

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PRODUTOS E RESÍDUOS PERIGOSOS

O prazo para o cadastramento e registro dos fluxos rodoviários de produtos e resíduos perigosos é até 31 de maio. O IPR / DNIT emite um CERTIFICADO comprobatório do registo de rotas. A emissão desse certificado não é automática. As empresas que o desejarem deverão solicita-lo mediante um e-mail, após o término do registro das rotas.

 

 ROTEIRO PARA CADASTRO DE USUÁRIO, EMPRESA E ROTA - PASSO A PASSO

IPR lançamento de rotas de produtos perigosos pelas empresas de transportes, PP, O desenvolvimento econômico de uma sociedade conduz ao aumento do consumo industrial de produtos perigosos e o transporte é uma peça fundamental para possibilitar a movimentação desses produtos.

O Transporte rodoviário de produtos e resíduos perigosos é matéria de interesse nacional, regional e local. As questões ligadas a esse tipo de transporte interessam não só aos fabricantes desses produtos, como às transportadoras e a todas as organizações públicas e privadas, que de alguma forma estão ligadas a segurança do trânsito nas rodovias.

Os incidentes com produtos perigosos constituem-se em grandes problemas para países como o Brasil pela falta de estruturas adequadas para condução de emergências, que resguardem a segurança do público e do ambiente.

 

IPR lançamento de rotas de produtos perigosos pelas empresas de transportes, PP, O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, dando continuidade às atividades do extinto DNER vem desde sua criação promovendo pesquisas sobre o assunto, em estreita ligação com outras entidades públicas e privadas, visando a criação de um banco de dados com informações incluindo rotas georreferenciadas desses fluxos, estudos de emergência com elaboração de Manuais e outras informações necessárias à monitoração e o manejo adequado dessas cargas nas rodovias nacionais.

 

 

 

 

"1.1.4 Fluxos de transporte rodoviário de produtos perigosos (Incluído pela Resolução ANTT n.º 3763, de 08/02/12) 1.1.4.1 As informações referentes aos fluxos de transporte rodoviário de produtos perigosos devem ser encaminhadas ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte - DNIT, nos termos estabelecidos por esse Departamento."