Você está aqui: Entrada / FAQ1

FAQ1

1. Como entrar no sistema?

1) Para entrar no sistema, depois de acessar o endereço do site de produtos perigosos http://servicos.dnit.gov.br/cargasperigosas, há necessidade de realizar o cadastramento do Representante da Empresa.

No Menu vertical, com as opções abaixo citadas, colocar o cursor em Cadastrar Rotas e pressionar Enter:

  • Definições
  • Legislação;
  • Campanha educativa;
  • CADASTRAR ROTAS;
2) Aparecerá na tela os seguintes itens que devem ser preenchidos:

1. Cadastro de Usuário no Sistema de Transporte de Produtos Perigosos.

2. Cadastro da Empresa no Sistema de Transporte de Produtos Perigosos etc.

3) Esperar pela ativação do Cadastro. 

4) Depois da ativação, entrar em Meu perfil e cadastrar as rotas. 

 

 

 

2. Sou dono de uma empresa fornecedora de produtos perigosos. Como devo proceder para cadastrar minha empresa?

Entrar em Cadastramento de Rotas do menu do item 1 ou  digite o endereço: http://servicos.dnit.gov.br/cargasperigosas

Primeiro,

Cadastro do Usuário

Ir ao item 1 (um) da tela Home e prime em clique aqui; preenchido todos os dados solicitados, prime em Registrar; Feito o registro, o sistema solicita que prima o item de autenticação, abrindo uma segunda tela com a aba Meu Perfil ao lado da aba Home, avisando que o seu Login (e mail) e senha foram autenticados.

Uma outra opção é clicar no lado esquerdo em "Novo Utilizador" e preencha os campos solicitados e depois clicar em "Registrar" e depois, seguir o processo anterior.

Registro da empresa

Prima a aba Meu Perfil que abrirá a tela com opção de cadastro da empresa. Preenchido todos os dados da empresa, clicar em salvar dados no sistema.Aparecerá  nova tela com a opção Ver Meu Perfil. Clicando em ver meu perfil  aparecerão os dados da empresa cadastrada, sendo que no campo situação, a direita, terá a informação "aguardando aprovação" .

Nota: Essa aprovação ou ativação da empresa, em geral ocorre no mesmo dia, podendo levar até dois dias caso o cadastro ocorra numa sexta-feira ou, no máximo no próximo dia útil, o usuário, na primeira tela (Home), poderá acessar o sistema com seu login (E Mail) e senha. Quando aprovado o cadastro o campo situação terá a informação "Ativa".

3. Qual o conceito de produtos ou resíduos perigosos?

Produtos ou resíduos perigosos, são aqueles constituídos por substâncias nocivas ou parcialmente nocivos ao meio ambiente, à população e seus bens, além daqueles relacionados na Resolução ANTT nº 5232/2016 e os que venham a ser considerados pelos Órgãos de controle de proteção ambiental. 

4. Sou transportador de produtos perigosos. Eu sou obrigado a informar ao DNIT as minhas rotas de transporte desses produtos?

A obrigatoriedade segundo a Resolução ANTT nº 5232/2016 deve ser do Expedidor de produtos e resíduos perigosos.

5. Qual a Legislação que rege essa obrigatoriedade de informação e qual a periodicidade da informação?

O cadastramento dos fluxos é anual e atende aos dispositivos do Decreto nº 96044 de 18 de maio de 88 que aprovou o regulamento do transporte rodoviário de produtos perigosos e  pela Resolução ANTT nº. 5232/2016. Ademais, conforme o item 1.1.3.1  da Resolução ANTT nº. 5232/2016, as informações referentes aos fluxos de transporte rodoviário de produtos perigosos devem ser encaminhadas ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte - DNIT, nos termos estabelecidos por esse Departamento.

 

6. Como proceder para cadastrar os fluxos de transportes de produtos perigosos

Depois de entrar no sistema via:

http://servicos.dnit.gov.br/cargasperigosas

  1. Leia atentamente a tela que se abrir

Cadastrando Rotas

Para o cadastramento das rotas, tanto o usuário como a empresa já devem estar devidamente ativados no sistema.

Na tela da aba Home prime em acessar o sistema ao pé da tela. Abrirá uma segunda tela, solicitando seu E mail (LOGIN) e Senha que depois de autenticado, abre uma nova tela dando boas vindas ao usuário com o nome de sua empresa e com a nova aba Meu Perfil.

Novamente, clicar em Meu Perfil. Abrirá a tela com os dados da empresa e três opções de entrada: Uma para corrigir ou complementar os dados da empresa, outra para ver as rotas já cadastradas anteriormente e uma terceira, cadastrar novas rotas. Ao clicar numa dessas três opções, o usuário preenche os campos e clica em salvar.

Na opção cadastrar novas rotas, o usuário preenche todos os campos solicitados.

Se for uma única rota, prime ao final em salvar e sair e, se for várias rotas prime em salvar e continuar inserindo.

Atentar que, caso esteja informando várias rotas de um determinado ano e quiser informar rotas de outro ano, primeiro, deve encerrar o procedimento do ano anterior e reiniciar as informações de origem e destinos de rotas para o novo ano.

7. Como devem ser informadas a latitude e longitude?

Para informar a latitude e longitude das origens e dos destinos o sistema permite até 19 dígitos alfanuméricos com o formato GMS: nn,nn°nn,nn’nn,nn”-A, sendo A,  os pontos cardeais da Latitude:(N) Norte, (S)Sul e os da Longitude: (L)Leste, (W)Oeste.

Como fonte, existem dois sistemas conhecidos: O SIG Brasil (www.visualizador.inde.gov.br/mapa) que fornece a leitura em GDS (grados e segundos) e necessita de um pequeno cálculo para preenchimento dos campos no formato citado e o "AndroiTS GPS Test" que pode ser acessado num "Smart fone" após, "down load", via Google que já da a leitura em GMS (grau ,minuto e segundos).

Exemplo:

Se, localizado a longitude pelo AndroiTS GPS Test a leitura for:  O 12º13'25.00", preenche-se :12,00º13,00'25,00"W.  ou,

se  localizada pelo

SIG Brasil: -12.2236111 que, deve ser transformado pelo conversor geográfico no endereço www.dpi.inpe.br/calcula, para ficar no formato GMS solicitado pelo nosso aplicativo: 12,00º13,00`25,00"W.

8. Qual a importância das informações de latitude e longitude das origens e destinos das cargas?

Essas informações possibilitarão o roteamento gráfico dos fluxos de produtos e resíduos perigosos informados pelas empresas. Daí a necessidade de serem padronizadas a entrada desses dados no aplicativo, tal como indicada na resposta do item 7, anterior.

9. Meu setor é responsável pela informação das rotas da Matriz e de várias filiais. O Sistema permite o cadastramento de várias filiais com o mesmo login e senha? Qual o limite de CNPJs?

Sim, o sistema permite e não limita o número de empresas a cadastrar. Nesse caso, a empresa matriz se cadastra com seu Login (e  mail) e sua senha de acesso para informar seus fluxos de transporte independente do de suas filiais; na tela Meu Perfil, suas filiais, são cadastradas isoladamente, informando ao sistema todos seus dados de CNPJ, endereço etc.. A responsabilidade desses dados cadastrais recai em um único endereço ou login.

10. É possível o cadastro com um único e-mail e senha?

Sim. É um dos casos da pergunta anterior. Um só e-mail e senha pode ser utilizado no cadastro de uma empresa com várias filiais. Nesse caso, a responsabilidade do cadastramento das rotas ficam concentrados na Matriz da empresa.

No exemplo a seguir na aba Meu Perfil, após autenticado o usuário, aparecerá na tela esse alerta:

          Bem-vindo aaaaaa.silva@empresa.com.br 

 Você possui empresa(s) cadastrada(s). Para cadastrar uma nova empresa clique em Cadastrar nova empresa.

11. Tem limite para o nº de rotas a cadastrar?

Não, não há limites. E essas rotas podem ser vistas, retificadas ou excluídas pela

empresa, sempre que necessário.

12. As rodovias relacionadas no percurso entre a origem e o destino são somente as Federais?

Não, entre o percurso da Origem até o Destino, devem ser relacionadas sequencialmente e separadas por vírgula todas as

rodovias, tanto as federais, como as estaduais e também as municipais. Essas

rodovias devem ser caracterizadas  por sua sigla: BR- , ES-  ou M-  , seguida do seu

número com três dígitos.

13. Na relação das rodovias devo informar somente rodovias ou também nome de ruas, avenidas, etc..?

No campo rodovias devem ser informadas somente as rodovias, identificadas por sua sigla e

seu número de identificação. Ruas, avenidas, quando coincidentes com uma rodovia,

como exemplo, a Av. Brasil no RJ, devem ser identificadas pela siga da rodovia correspondente que, no caso,

é a BR-101.

14. Na informação das rotas , o campo de “rodovias” deve ser preenchido com o nome oficial das rodovias em questão?

Não, o campo "rodovias" deve ser preenchido apenas pelas siglas das rodovias

percorridas e seu número de identificação, desde a origem até o destino. Se, no caso de uma rodovia Municipal,

não for conhecido a sigla dessa rodovia, o campo deve ser identificado pela sigla

M-999  e opcionalmente, no campo de Observações devem ser listadas, no caso de mais de uma rodovia municipal, sequencialmente, as rodovias pelo

nome regional conhecido.

15. Como posso identificar a sigla de uma rodovia que só é conhecida pelo nome de alguma pessoa ilustre ou data comemorativa ?

Na tela de cadastramento das rotas de fluxos de transportes de PP, tem uma tabela

com o nome dos sub trechos de rodovias regionalmente conhecidos e a sigla e número da rodovia

correspondente.

16. Como obter nova senha?

Solicitar a nova senha através do email ipr.pp@dnit.gov.br

17. Como representar as coordenadas geográficas das origens e destinos das rotas?

As coordenadas geográficas (latitude e longitude) devem ser preenchidas da esquerda para a direita, acrescentando-se zeros nas duas casas decimais de graus e minutos e os 4 dígitos de segundos e logo após, digitar S ou N se latitude, W ou L se longitude. No caso do Brasil, a longitude é sempre W, e a latitude S, exceto no extremo norte do país, na região acima da Linha do Equador,  onde a latitude é N.

Exemplo: Fortaleza - Latitude: 03,00° 43,00' 54,85" - S   ; Longitude: 38,00° 31,00' 36,26" - W

FAQ